quinta-feira, agosto 28, 2014

Na Faixa / ROCKY SPIRIT é o maior festival de cinema ao ar livre do Brasil



 ROCKY SPIRIT é o maior festival de cinema ao ar livre do Brasil e reúne os melhores documentários de aventura produzidos recentemente no planeta. Mountain bike, surf, escalada, meio ambiente, vida ao ar livre – tudo o que faz parte do universo outdoor e que desafia nosso modo de ver o mundo é Rocky Spirit.

 Nesta quarta edição do evento, dezenas de produções internacionais e nacionais serão exibidas gratuitamente em sessões no Parque do Ibirapuera, em São Paulo, e na praia de Ipanema, no Rio de Janeiro.

Desde 1979, a pequena cidade de Telluride, encravada no meio das montanhas do Colorado, sedia o mais importante festival de documentários outdoor dos Estados Unidos. O evento reúne todos os anos, em maio, diretores, produtores, esportistas e artistas de diversos países para ver o que de melhor tem sido produzido no cinema sobre a temática "ao ar livre".


Com o passar dos anos, o Mountainfilm in Telluride ganhou fama internacional, expandindo suas fronteiras e promovendo turnês mundiais, assistidas até agora por mais de 30 mil pessoas em cinco continentes. Hoje a mostra não se restringe apenas a produções relacionadas ao montanhismo, mas abre espaço também para documentários que se dedicam a retratar os mais variados esportes de aventura, a denunciar abusos contra a natureza, a revelar atletas e ativistas que fazem a diferença e, claro, a inspirar as pessoas a conhecer melhor o planeta em que vivem.

O Festival de Filmes Outdoor Rocky Spirit tem o propósito de inspirar o público apresentando documentários que retratam expedições e atletas admiráveis; culturas e iniciativas que precisam ser conhecidas; ambientes que necessitam ser protegidos e idéias que merecem ser compartilhadas.


Fonte;
http://gooutside.uol.com.br/spirit/local.php

Na Faixa / CEU Navegantes



Alexandre Orion fará uma intervenção mural na empena do CEU Navegantes, no Grajaú. O artista, que tem seu trabalho reconhecido e espalhado pelo Brasil e pelo mundo, faz sua primeira intervenção em São Paulo com as tintas e pigmentos produzidos com as fuligens retiradas dos túneis da cidade. Segundo palavras do próprio artista “a cidade é carregada de significados” e são desses significados ocultos que retira e desenvolve seu trabalho. Nascido em 1978, Orion atua sob influência da cultura urbana e do universo do graffiti.

Serviço28/08CEU Navegantes - das 10h às 18h





Rua Maria Moassab Barbour, s/n - Cantinho Do Céu
Fonte;
http://viradasustentavel.com/atracoes/1769/

Na Faixa / Casa de Cultura M' Boi Mirim.


Utilidade Pública. Onde fui roubado..


Como registrar

Em menos de 2 minutos você pode registrar sua denúncia. Acesse o formulário de denúncia de sua respectiva cidade, logo em seguida, pediremos que você preencha um formulário com informações básicas e interessantes sobre o acontecido, como: local, data, horário, objetos que foram levados e o seu sexo. Ressaltamos que a denúncia é totalmente anônima e que você pode ficar tranquilo em compartilhar esta informação com outros cidadãos.



Todos saem ganhando

Ajudar a mapear o perfil dos crimes que acontecem em sua cidade é uma ação que pode trazer uma série de benefícios, inclusive chamar atenção das autoridades responsáveis pela segurança em sua cidade a usar as informações aqui registradas em seu trabalho de combate e prevenção. Portanto, avise aos seus vizinhos, amigos e parentes que estamos no ar!

Acompanhe o que acontece em cada canto de sua cidade.


http://www.ondefuiroubado.com.br/

domingo, agosto 24, 2014

Aniversário Boêmios da Vila na Fábrica de Cultura Capão Redondo.


A escola de samba comemora 27 anos e receberá diversos músicos da região para compor sua roda de samba, além de apresentar o samba enredo e a corte do carnaval 2015.

Agosto – Dia 30 – Sábado – 15h

Telefone:
(11) 5822-5240 

Rua Algard, 82 - São Paulo - SP

Você tem um amigo Funkeiro que se diz Ostentação , mostra esse video pra ele, para o inocente sair da ilusão




#NaoVamosDesistirDoBrasil



Do arco que empurra a flecha,
Quero a força que a dispara.
Da flecha que penetra o alvo
Quero a mira que o acerta.

Sou o arco, sou a flecha,
Sou todo em metades,
Sou as partes que se mesclam
Nos propósitos e nas vontades.


Encontrarei forças no mesmo lugar onde busquei nas quatro vezes em que cheguei a ser desenganada : 
na fé e na ciência.
                                                                                  Marina Silva

O rapper GZA, membro-fundador de um dos mais importantes coletivos da história do hip-hop, o Wu-Tang Clan, apresenta-se em São Paulo no dia 7 de setembro. A exibição será gratuita e irá acontecer no Vale do Anhangabaú, no centro.




O paulistano Edi Rock, integrante do Racionais MCs, vai ser o responsável pelo show de abertura. Ele mostra faixas do trabalho solo "Contra Nós Ninguém Será".
GZA, nome artístico de Gary Grice, é conhecido pelo trabalho ao lado do grupo formado na cidade de Nova York em 1992 por ele e por outros nomes reconhecidos do rap, como RZA, Raekwon e Method Man.
GZA se envolveu com o hip-hop muito antes disso, na década de 70, quando a cena ainda dava os primeiros passos em Nova York. Por essa formação, ele sempre foi considerado um dos mentores do Wu-Tang Clan, além de ser o integrante mais velho do conjunto, com 48 anos.
A apresentação faz parte da 8ª edição do Mês da Cultura Independente, realizado pela Secretaria Municipal de Cultura. Os shows começam a partir das 16h.
Fonte;
http://vejasp.abril.com.br/materia/gza-wu-tang-clan-show?utm_source=facebook&utm_medium=vejinha

Mestre zen-budista Dosho Saikawa Roshi na Fábrica de Cultura Capão Redondo.


Duas unidades do programa Fábricas de Cultura da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo recebem o mestre zen-budista Dosho Saikawa Roshi para uma tarde especial de bate-papo, ilustração e contação de histórias para crianças. O evento acontece na Fábrica de Cultura Capão Redondo no dia 26 de agosto, às 14h30, e na Fábrica de Cultura Brasilândia no dia 29 de agosto, no mesmo horário. A atividade será acompanhada pela tradutora e escritora Heloisa Prieto.



O mestre Dosho Saikawa escreve e ilustra contos. Ele é autor do livro infantil A jornada de Tarô, lançado no Brasil pela Companhia das Letrinhas, com tradução de Heloisa Prieto. Na história, um peixinho faz uma jornada em busca da “água da vida”, que concederia a maior felicidade do mundo para quem a encontrasse. A obra faz uma introdução ao budismo e seus fundamentos de uma maneira didática e divertida.   E


sta fábula nos fala de um dos princípios do Zen Budismo, trazendo mensagens de paz e tolerância, assim como ensinamentos importantes de solidariedade e compaixão universais.

Mestre zen-budista da tradição soto-zen, Dosho Saikawa nasceu em Nagasaki, em 1949, e pratica meditação desde a infância. Estudou meditação na Tailândia, no Sri Lanka e na Índia, e viajou por todas as partes do mundo. É o atual abade do Templo Busshinji, em São Paulo.

Heloisa Prieto, autora de 55 livros infantojuvenis, também é tradutora, organizadora de coleções e orientadora de oficinas de criação literária. Mestra em comunicação e semiótica e doutora em teoria literária, começou a escrever quando dava aulas para crianças na Escola da Vila.


Escrita pelo mestre Dosho Saikawa Roshi, esta fábula nos fala de um dos princípios do Zen Budismo, trazendo mensagens de paz e tolerância, assim como ensinamentos importantes de solidariedade e compaixão universais.

Serviço Encontro com Dosho Saikawa RoshiFábrica de Cultura Capão Redondo –


26/08, às 14h30
Capão Redondo Entrada 1: Rua Bacia de São Francisco, S/N 
Entrada 2: Rua Algard, 82 
Tel: (11) 5822-5240. 
Horário de funcionamento: terça a sexta das 9h às 20h.
Sábados e domingos: variável de acordo com a programação. 

Site: www.fabricasdecultura.org.brFacebook: https://www.facebook.com/fabricasdecultura

quinta-feira, agosto 21, 2014

"Nos dias 30 de agosto e 6 de setembro serão realizadas nas 32 subprefeituras da capital audiências públicas para discutir a elaboração do projeto da Lei Orçamentária Anual para 2015


 A elaboração da proposta orçamentária municipal do próximo ano será o principal tema das audiências públicas que serão realizadas em 30 de agosto e 6 de setembro em todas as 32 subprefeituras da cidade.
As audiências, previstas em lei, integram o Ciclo Participativo de Planejamento e Orçamento (CPPO) 2015. O ciclo foi iniciado em 16 de junho, em reunião do Conselho de Planejamento e Orçamento Participativos (CPOP), com a aprovação da proposta de metodologia e do cronograma para a participação social na elaboração do Projeto de Lei Orçamentária Anual 2015 (Ploa 2015).

Transparência e participação

Com a coordenação da Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão (Sempla), e em parceria com as demais secretarias da Prefeitura de São Paulo, os conselhos participativos municipais debateram a priorização de projetos para que fosse avaliada a viabilidade de sua inclusão no orçamento do próximo ano. O mesmo aconteceu com os temas transversais, e o resultado foram três projetos prioritários por subprefeitura e um por agenda transversal, partindo do que está previsto no 


Programa de Metas 2013-2016 da Cidade de São Paulo.
Após a sistematização dessas demandas, foram organizados cinco debates temáticos entre secretarias e membros do CPOP para que as pastas apresentassem os diagnósticos e o planejamento nos quais basearam as decisões sobre orçamento, e também discutissem a viabilidade de inclusão dos projetos priorizados na peça orçamentária em construção.
Agora se inicia a terceira etapa desse processo: as audiências públicas de elaboração da proposta. Toda a população poderá participar do debate, que ocorrerá nas 32 subprefeituras e terá a apresentação da devolutiva dos projetos priorizados e da proposta preliminar do Ploa 2015.

Nesse momento, estará aberta ao público, de forma transparente e participativa, a discussão a respeito da proposta orçamentária que será enviada para a Câmara Municipal até o dia 30 de setembro. Para participar das audiências é só comparecer na subprefeitura da sua região no dia e horário, conforme programação abaixo.


Programação das Audiências Públicas do dia 06 de setembro de 2014

Santo Amaro
Auditório da Subprefeitura
Pça. Floriano Peixoto, 54 – 1º andar
Das 9h30 às 12h30

Campo Limpo
Universidade Uniban Anhanguera
Est. do Campo Limpo, 3677
Das 14h às 17h

Capela do Socorro
CEU Cidade Dutra
Av. Interlagos, 7.350
Das 15h às 18h

Cidade Ademar
Salão de Eventos da Subprefeitura Cidade Ademar
Av. Yervant Kissajikian, 416
Das 15h às 18h

M’ Boi Mirim
Auditório da Subprefeitura
Av. Guarapiranga, 1265
Das 15h às 18h

Parelheiros
Auditório da Subprefeitura
Av. Sadamu Inoue, 5252
Das 15h às 18h

Fonte;

http://www.capital.sp.gov.br/portal/noticia/3562

terça-feira, agosto 19, 2014

Na Faixa / Sesc Campo Limpo.

O cantor apresenta o show Forró Lunar, com o melhor de seu repertório de xotes, forrós, baiões, toadas e emboladas, como “Coração Bobo”, “Cabelo no Pente”, “Tropicana”, “Táxi Lunar” e “Turnê Nordestina”. O show também inclui hits como “Belle de Jour”, “Anunciação”, “Pelas Ruas Que Andei” e “Tropicana”, e ainda traz releituras de canções de Luiz Gonzaga e Jackson do Pandeiro. Alceu sobe ao palco ao lado de Paulo Rafael (guitarra e violão), Tovinho (teclados), André Julião (sanfona), Nando Barreto (baixo) e Cássio Cunha (bateria).

Onde;
Sesc Campo Limpo
Rua Nossa Senhora do Bom Conselho, 120
  • Campo Limpo

Quando;
23/08 ás 19hs.

Grátis


 www.sescsp.org.br/

Na Faixa / Campo Limpo Z/S


Fonte;
https://www.facebook.com/events/318055565043278/?notif_t=plan_user_invited

terça-feira, agosto 12, 2014

Seu dinheiro não dá para o mês todo ? Entenda o por que.

A arrecadação de tributos,  valor pago pelos brasileiros em impostos federais, estaduais e municipais desde o início do ano alcançou  hoje 12/08/2014, por volta das 11 horas, à  marca de R$ 1 trilhão. Esse é o montante de impostos recolhidos pela União, pelos Estados e municípios neste ano, que será mostrado no Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP).

Neste ano, a cifra entra nos cofres públicos com 15 dias de antecedência na comparação com 2013. 

“A arrecadação cresce mais do que a economia brasileira. O contribuinte  paga muito e não há um retorno compatível, pois os serviços públicos deixam a desejar”,  “O Brasil não suporta mais carregar esse peso tributário. Precisamos lembrar  disso todos os dias, todo mês, mas em época de eleição isso deve ser ainda mais debatido. Precisamos exigir impostos mais justos e melhor aplicados. 


Segundo o relatório de mercado Focus divulgado pelo BC o Produto Interno Bruto (PIB) de 2014 deve ter expansão de apenas 0,81%. Um mês atrás, a projeção era de uma taxa de 1,05%. Economistas consultados semanalmente pelo Banco Central (BC) preveem tempos difíceis pela frente. Pela 11ª vez consecutiva, o grupo formado por profissionais de cerca de 100 instituições financeiras reviu para baixo a estimativa para o crescimento brasileiro para este ano.  Como a economia pode ser vista em ciclos, as expectativas começam a contaminar também o ano de 2015. 

A produção de veículos no Brasil recuou 16,8% no primeiro semestre do ano, em relação ao mesmo período de 2013, segundo informou a associação de montadoras (Anfavea) nesta segunda-feira. Foram fabricadas 1,57 milhão de unidades entre janeiro e junho, ante 1,88 milhão no ano passado.

A queda se acentua a cada mês. Em junho 215,9 mil veículos saíram das montadoras instaladas no Brasil. O valor é 33% menor se comparado com o mesmo mês de 2013, quando foram feitas 323,9 mil unidades, e 23% em relação a maio (281,4 mil). No acumulado dos últimos 12 meses, a diferença na produção é de -8,5%.
A tributação de imposto sobre imposto é uma peculiaridade brasileira. De acordo com o economista Isaías Coelho, professor sênior do Núcleo de Estudos Fiscais da Faculdade de Direito da Fundação Getúlio Vargas (FGV), “essa indesejável cumulatividade é incomum nos sistemas tributários mundo afora”.   Um dos exemplos mais emblemático dessa característica é conferido pelo Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), regulamentado pela Constituição de 1988 com o objetivo de tributar tudo o que é produzido e comercializado em território nacional.  "Há uma cultura do imposto sobre o imposto no Brasil", declara. O ICMS, acrescenta o economista, abriu o precedente. Depois dele, vários outros tributos passaram a incidir em cascata.
 


O impostômetro é uma ferramenta de conscientização tributária desenvolvida pelo Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), lançada em 2005, a pedido da ACSP. O objetivo é mostrar ao cidadão o tamanho da carga tributária brasileira e incentivá-lo a refletir e a cobrar dos governos serviços públicos de qualidade condizentes com o montante de impostos arrecadados. 
 
O painel está localizado na Rua Boa Vista, centro histórico de São Paulo. Pelo portal é possível realizar diversas consultas, como descobrir o valor arrecadado em cada município ou estado e o que seria possível fazer com o dinheiro que entra nos cofres públicos.

Veja mais em;
http://www.impostometro.com.br/

Novo Decreto regulamenta apresentação de artistas de rua na capital paulista

O prefeito assinou na tarde da última sexta-feira, dia 23 de maio, o decreto que regulamenta a lei de nº 15.776/2013, sancionada em junho do ano passado, que garante a liberdade para a apresentação de artistas de rua na capital paulista. O texto, que será publicado no Diário Oficial da Cidade, estabelece os horários e locais permitidos para as apresentações, além de citar também os equipamentos que podem ser utilizados, as obrigações dos artistas e como será feita a fiscalização.
O novo texto, que foi construído nos últimos dois meses com os representantes dos artistas de rua, substitui o Decreto de nº 54.948 de 20 de março deste ano, feito para coibir comerciantes ilegais que se utilizavam da lei para vender produtos de contrabando como se fossem artesões. De acordo com o prefeito, assim como já foi feito, a regulamentação da lei passará por melhorias constantes para continuar garantindo a liberdade de expressão dos artistas e a ocupação legal do espaço público.
De acordo com o novo decreto, os artistas poderão se apresentar em ruas e parques da cidade, desde que obedecido alguns critérios. Eles não poderão ficar em frente a guias rebaixadas, a portões de acesso dos prédios, repartições públicas, residências, farmácias e hotéis. Também não poderão obstruir acesso a hidrantes e válvulas de incêndio ou tampas de bueiros, por exemplo.
Também deverão respeitar algumas distâncias mínimas. Por exemplo, devem ficar a cinco metros de pontos de ônibus e de táxis, entradas e saídas de estações de metrô e trem, rodoviárias e aeroportos, além de hospitais e pronto-socorros e portões de estabelecimentos de ensino. Devendo ficar ainda a 20 metros das ruas onde têm feiras de arte, artesanato e antiguidades. E, quando a atividade provocar qualquer tipo de emissão de som, devem ficar a 50 metros de hospitais, pronto-socorros e casas de saúde.
Os artistas poderão usar um palco para as suas apresentações. Quando as atividades forem feitas em suporte físico de até um metro de altura e de até um metro quadrado de área e não houver a emissão de som, não precisa de autorização da Subprefeitura. Já quando os palcos forem maiores e emitirem ruídos ou quando a apresentação tiver carro de som, aí sim é necessária a autorização da Subprefeitura e da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).
Esse decreto também determina que os artistas podem ficar até quatro horas na rua ou no parque. E quando a apresentação tiver som, não pode ultrapassar as 22h. Lembrando ainda que a fiscalização será feita pela Subprefeitura da área e pela GGM (Guarda Civil Municipal).O decreto assinado nesta sexta-feira será publicado no Diário Oficial da Cidade.
Direitos dos Artesões
Salientamos ainda que a exposição e venda de produtos deverão respeitar os limites e as condições previstas na legislação sobre feiras de arte, artesanato e antiguidades. A Prefeitura constituirá Grupo de Trabalho que proporá a política municipal de artesanato, considerando, em especial, a necessidade de regras específicas para sua atividade de rua. Esse grupo será composto por representantes do poder público, convidados representantes da sociedade civil e prazo de 90 dias para conclusão dos trabalhos.
Fonte;
http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/subprefeituras/m_boi_mirim/noticias/?p=48295

segunda-feira, agosto 11, 2014

Audiência Pública Plano Municipal de Educação de São Paulo.



A partir do próximo dia 16 de agosto, a Comissão de Educação, Cultura e Esportes da Câmara Municipal de São Paulo realizará seis audiências públicas para debater a proposta do Plano Municipal de Educação (Projeto de Lei nº 415/2012).
Uma proposta de substitutivo ao projeto foi disponibilizada pela Comissão, na terça-feira (5/8), para consulta dos interessados pelo tema.
De acordo com o relator do Plano Municipal de Educação (PME), vereador Toninho Vespoli (PSOL), entre as principais alterações previstas na minuta do substitutivo, em relação à proposta original da Prefeitura, está inclusão de artigos que tratam do financiamento da educação.  
“O Plano Nacional de Educação, votado recentemente, prevê 10% do PIB para a educação. Agora, os governos federal, estadual e municipal têm que definir qual a responsabilidade de cada um para atingir essa meta”, argumentou Vespoli.
O PME irá estabelecer os objetivos do sistema educacional da cidade para os próximos dez anos.




Agenda:
sábado, 16 de agosto
09:00
 Audiência Pública - Apresentação do Substitutivo ao PL 415/2012
Quandosáb, 16 de agosto, 09:00 – 12:00
OndePlenário 1º de Maio, 1º Andar. Câmara Municipal de São Paulo 
DescriçãoHorário: 09:00 às 12:00 Clique no link no dia do evento para assistir Ao Vivo http://www.camara.sp.gov.br/index.php?option=com_wrapper&view=wrapper&Itemid=183
sábado, 23 de agosto
09:00
 Audiência Pública - Educação Infantil, Ensino Fundamental e Educação Inclusiva
Quandosáb, 23 de agosto, 09:00 – 12:00
OndeSalão Nobre, 8º Andar. Câmara Municipal de São Paulo 
DescriçãoHorário: 09:00 às 12:00
sábado, 30 de agosto
09:00
 Audiência Pública - Ensino Médio, Educação de Jovens e Adultos e Educação Profissional
Quandosáb, 30 de agosto, 09:00 – 12:00
OndePlenário 1º de Maio, 1º Andar. Câmara Municipal de São Paulo 
DescriçãoHorário: 09:00 às 12:00
sábado, 13 de setembro
09:00
 Audiência Pública - Valorização Profissional e Educação Superior
Quandosáb, 13 de setembro, 09:00 – 12:00
OndeSalão Nobre, 8º Andar. Câmara Municipal de São Paulo
DescriçãoHorário: 09:00 às 12:00
sábado, 20 de setembro
09:00
 Audiência Pública - Educação para os Direitos Humanos
Quandosáb, 20 de setembro, 09:00 – 12:00
OndePlenário 1º de Maio, 1º Andar. Câmara Municipal de São Paulo 
DescriçãoHorário: 09:00 às 12:00
sábado, 27 de setembro
09:00
 Audiência Pública - Financiamento, Gestão Democrática e Regime de Colaboração
Quandosáb, 27 de setembro, 09:00 – 12:00
OndeAuditório Prestes Maia, 1º Andar. Câmara Municipal de São Paulo 
DescriçãoHorário: 09:00 às 12:00



Mais informações ;

pme.camara.sp.gov.br

Ciclo de Palestra CIPA.


sexta-feira, agosto 08, 2014

Sesc Santo Amaro, sábado 09/08.


Informações e endereço;

http://www.sesc.com.br/portal/sesc/unidades/saopaulo/sesc+santo+amaro

quinta-feira, agosto 07, 2014

Obras de arte que fogem do convencional estão em exposição no MASP


Há 50 anos, o colecionador de obras de arte Sylvio Perlstein acompanhou o jovens artistas plásticos que tiveram seus trabalhos rejeitados pelo mercado. Ele adquiria suas obras e guardava para si. Hoje em dia, os artistas de outrora são considerados ícones, tais como Rauschenberg, Sol LeWitt, Jasper Johns e outros. Para que o público tenha acesso a esse acervo, o MASP recebe a exposição “A Inusitada Coleção De Sylvio Perlstein“, em cartaz de 6 de junho a 10 de agosto.
A mostra pode ser visitada de terças a domingos, das 10h às 18h, exceto às quintas, que funciona das 10h às 20h. O ingresso custa até R$ 15 e, às terças, a entrada é Catraca Livre.
A exposição leva ao museu obras emblemáticas, que levou Sylvio Perlstein a adquirir aquilo em que o mercado de arte não apostava, ou o que saía do banal, do trivial.
Pensada de forma a oferecer um passeio livre do olhar, a exposição é dividida nas seções: Dada / Surrealismo; Fotografia Vintage; Novo Realismo / Pop Art; American Painting; Minimal Art; Arte Conceitual / Land Art / Arte Povera. Para Leonel Kaz.
Fonte;
https://catracalivre.com.br/sp/agenda/barato/obras-de-arte-que-fogem-do-convencional-estao-em-exposicao-no-masp/
QUANTO
R$ 15 (inteira); R$ 7 (meia-entrada); às terças a entrada é Catraca Livre
ONDE
MASP - Museu de Arte de São Paulo 
http://www.masp.art.br
Avenida Paulista, 1578
Bela Vista - Centro
São Paulo
(11) 3251-5644
Estação Trianon-Masp (Metrô – Linha 2 Verde)
  • de 06/06 a 10/08
    • TerçasQuartasSextasSábados e Domingos das 10:00 às 18:00
    • Quintas das 10:00 às 20:00